Pages

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus





A prioridade de Deus em nossas vidas  é que busquemos  o seu Reino em primeiro lugar e assim  possamos levar uma vida eficiente. Movimento não é necessariamente sinal de progresso, da mesma maneira que excesso de tarefas não representa eficiência. O senhor ordenou que governássemos, administrássemos e exercêssemos a mordomia cristã do Reino sobre o planeta terra.


Não há nenhuma menção sobre trabalharmos para sobreviver, mas apenas para desenvolvimento e satisfação pessoal. Por isso vos digo: não andeis cuidadosos quanto a vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber, nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo, mais do que a vestimenta? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros, e o vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vos muito mais valor do que elas? Mat. 06.25. As primeiras palavras de Cristo são: Não se preocupem com a vida. Nosso Pai celestial é o mesmo que cuida dos pássaros e das flores. A palavra Pai significa fonte e sustentador.

O que o Reino de Deus exige de nós? TUDO. A prioridade de Deus é exclusivista com relação aos nossos relacionamentos, principalmente com nossa família. E disse a outro: segue-me. Mas ele respondeu: senhor deixa que primeiro eu vá enterrar meu pai. Mas Jesus lhe observou: deixe aos mortos o enterrar os seus mortos, porém tu vais e anuncia o Reino de Deus. (Lucas 09.59,60). O homem se sentia preso por suas obrigações sociais, legais e morais para com os genitores. O Reino de Deus é mais importante do que família, amigos e carreira.

A sua lealdade não pode ser dividida.Buscar também significa estudar. O salmo 01:02 afirma que o homem abençoado se agrada da lei do Senhor e medita nela de dia e de noite. Procura apresentar-te a Deus aprovado como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade (02 Tm 02.15). A palavra procura também significa estudar ou trabalhar. Buscar o Reino significa estudá-lo com diligência. Buscar também significa explorar. Outro aspecto critico de buscar é compreender e aprender. Buscar o Reino é ficar preocupado com ele.

Devemos levar em conta os interesses do Reino antes de tomarmos decisões – quando e onde estudar, com quem casar, que emprego aceitar, como gastar o dinheiro. Temos sempre que fazermos a pergunta: está de acordo com o Reino de Deus? O senhor o Rei torna o nosso ponto de referência em tudo. Como súditos e filhos do Rei por intermédio de Cristo, nos tornamos embaixadores do Reino celestial neste mundo. O termo justo significa posição correta, estar em acordo com os padrões. Se guardamos as leis de Deus Ele nos protegerá. Se vivermos de acordo com a lei, tudo de que necessitamos virá até nós.

A bíblia afirma que até a riqueza dos ímpios é depositada para os justos. Só quem pratica a palavra ativamente e procuram viver de acordo com a vontade de Deus tem direito de tomar posse desse trecho bíblico. Como súditos do Reino, somos nosso próprio sacerdote. Devemos operar nossa própria salvação. Temos de proteger nós mesmos para não desobedecermos à lei.

Buscar a justiça do senhor significa que ajustamos nossa vida, nossas atitudes e nossos comportamentos até que estejamos de acordo com o padrão celestial. A justiça é o segredo da prosperidade.A prioridade no Reino de Deus é a humildade e um serviço altruísta e para os súditos do Reino, os bens são um meio, meros subprodutos de uma vida justa, e que devem ser usado não para satisfação egoísta, mas para abençoar outros. Quando estamos Justificados, o Senhor nos fornece tudo que considera necessário e apropriado a nós. Os bens virão até nós sem que tenhamos de esforçar-nos ou preocupar-nós com eles. A auto-suficiência e o esforço são as chaves erradas. Os bens virão a nossa vida.

Eles poderão aparecer repentinamente, sem que estejamos aguardando, e geralmente de uma fonte ou direção inesperadas. Os bens nos serão dados como favor ou recompensa, como um presente, e não algo que conquistamos. Os bens nos serão dado à medida que necessitamos. Os bens não são nossa fonte. Os bens materiais são recursos para serem usados para expandir o Reino de Deus nesta terra. Não devemos encará-lo como fonte de felicidade, valor próprio ou satisfação. O senhor é a fonte. Temos que trabalhar com o propósito de expandir o conhecimento e a influência do Reino dos céus por toda esta terra. Não recebemos riquezas para nós mesmos, mas para realiza nossa tarefa. Portanto, no Reino de Deus o propósito atrai a provisão. Nossa função é buscar o fim – a tarefa, a função dele é suprir os meios. Nosso chamado como súditos do Reino é para servir todos os necessitados que cruzarem nosso caminho.

Fonte: Aplicando o Reino de Deus, Myles Munroe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O artigo foi útil? Deixe um comentário, uma sugestão contribua. Obrigado!

Reportagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...