Pages

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Estrutura e formação de palavras

1- Os elementos mórficos sublinhados estão corretamente classificados nos parênteses, exceto em:
a)  aluna (desinência de gênero);
b)  estudássemos (desinência modo-temporal);
c)  reanimava (desinência número-pessoal);
d)  deslealdade (sufixo);
e)  agitar (vogal temática).
2- Tendo em vista o processo de formação de palavras, não é exemplo de hibridismo:
a)  automóvel;
b)  sociologia;
c)  alcoômetro;
d)  burocracia;
e)  biblioteca.
3-(AL) Tendo em vista a estrutura das palavras, o elemento sublinhado está incorretamente classificado nos parênteses em:
a) velha (desinência de gênero);
b)  legalidade (vogal de ligação);
c)  perdeu (tema);
d)  organizara (desinência modo-temporal);
e) testemunhei (desinência número-pessoal).
4- O processo de formação da palavra sublinhada está incorretamente indicado nos parênteses em:
a)  Só não foi necessário o ataque porque a vitória estava garantida. (derivação parassintética);
b)  O castigo veio tão logo se receberam as notícias. (derivação regressiva);
c)  Foram muito infelizes as observações feitas durante o comício. (derivação prefixal);
d)  Diziam que o vendedor seria capaz de fugir. (derivação sufixal);
e)  O homem ficou boquiaberto com as nossas respostas. (composição por aglutinação).
5- Tendo em vista o processo de formação de palavra, todos os vocábulos abaixo são parassintéticos, exceto:
a)  entardecer;
b)  despedaçar;
c)  emudecer;
d)  esfarelar;
e)  negociar.
6-  É exemplo de palavra formada por derivação parassintética:
a)  pernalta;
b)  passatempo;
c)  pontiagudo;
d) vidraceiro;
e)  anoitecer.
7- Todas as palavras abaixo são formadas por derivação, exceto:
a)  esburacar;
b)  pontiagudo;
c)  rouparia;
d)  ilegível;
e)  dissílabo.
8-  “Achava natural que as gentilezas da esposa chegassem a cativar um homem”. Os elementos constitutivos da forma verbal grifada estão analisados corretamente, exceto:
a)  CHEG – radical;
b) A – vogal temática;
c)  CHEGA – tema;
d)  SSE – sufixo formador de verbo;
e)  M – desinência número-pessoal.
9- O elemento mórfico sublinhado não é desinência de gênero, que marca o feminino, em:
a) tristonha;
b)  mestra;
c) telefonema;
d)  perdedoras;
e)  loba.
10- A afirmativa a respeito do processo de formação de palavras não está correta em:
a)  Choro e castigo originaram-se de chorar e castigar, através de derivação regressiva;
b)  Esvoaçar é formada por derivação sufixal com sufixo verbal frequentativo;
c)  O amanhã não pode ver ninguém bem. – a palavra sublinhada surgiu por derivação imprópria;
d)  Petróleo e hidrelétrico são formadas através de composição por aglutinação;
e)  Pólio, extra e moto são obtidas por redução.
11-O processo de formação de palavras é o mesmo em:
a)  desfazer, remexer, a desocupação;
b)  dureza, carpinteiro, o trabalho;
c)  enterrado, desalmado, entortada;
d)  machado, arredondado, estragado;
e)  estragar, o olho, o sustento.
12- O processo de formação da palavra amaciar está corretamente indicado em:
a)  parassíntese;
b)  sufixação;
c)  prefixação;
d)  aglutinação;
e) justaposição.
13- O processo de formação das palavras grifadas não está corretamente indicado em:
a) As grandes decisões saem do Planalto. (composição por justaposição);
b)  Sinto saudades do meu bisavô. (derivação prefixal);
c) A pesca da baleia deveria ser proibida. (derivação regressiva);
d)  Procuremos regularmente o dentista. (derivação sufixal);
e) As dificuldades de hoje tornam o homem desalmado. (derivação parassintética).
14- O processo de formação de palavras está indicado corretamente em:
a) Barbeado: derivação prefixal e sufixal;
b)  Desconexo: derivação prefixal;
c)  Enrijecer: derivação sufixal;
d)  Passatempo: composição por aglutinação;
e)  Pernilongo: composição por justaposição.
15- Apenas um dos itens abaixo contém palavra que não é formada por prefixação. Assinale-o:
a)  anômalo e analfabeto;
b)  átono e acéfalo;
c)  ateu e anarquia;
d)  anônimo e anêmico;
e)  anidro e alma.
16-  Em que alternativa a palavra grifada resulta em derivação imprópria?
a)  “De repente, do riso fez-se o pranto / Silencioso e branco como a bruma / E das bocas fez-se a espuma / E das mãos espalmadas fez-se o espanto.” (Vinícius de Moraes);
b)  “Agora, o cheiro áspero das flores / leva-me os olhos por dentro de suas pétalas.”(Cecília Meireles);
c)  “Um gosto de amora / Comida com sal. A vida / Chamava-se “Agora”.” (Guilherme de Almeida);
d)  “A saudade abraçou-me, tão sincera, / soluçando no adeus de nunca mais. / A ambição de olhar verde, junto ao cais, / me disse: vai que eu fico à tua espera.” (Cassiano Ricardo).
17-  Marque a opção em que todas as palavras possuem um mesmo radical:
a)  batista – batismo – batistério – batisfera – batiscafo;
b) triforme – triângulo – tricologia – tricípite – triglota;
c)  poligamia – poliglota – polígono – política – polinésio;
d)  operário – opereta – opúsculo – obra – operação;
e)  gineceu – ginecologia – ginecofobia – ginostênio – gimnosperma.
18- Com relação ao seguinte poema, é CORRETO afirmar que:
Neologismo
“Beijo pouco, falo menos ainda. / Mas invento palavras / Que traduzem a ternura mais funda / E mais cotidiana. / Inventei, por exemplo, o verbo teadorar. / Intransitivo: / Teadoro, Teodora.” (Manuel Bandeira)
a)  o verbo “teadorar” e o substantivo próprio “Teodora” são palavras cognatas, pois possuem o mesmo radical;
b)  as classes das palavras que compõem a estrutura do vocábulo “teadorar” são pronome e verbo;
c)  o verbo “teadorar”, por se tratar de um neologismo, não possui morfemas;
d)  a vogal temática dos verbos “beijo”, “falo”, “invento” e “teadoro” é a mesma, ou seja, “o”.
19-  Está INCORRETO afirmar que:
a)  malcheiroso é formada por prefixação e sufixação;
b) televisão é formada por prefixação que significa ao longe;
c)  folhagem é formada por derivação sufixal que significa noção coletiva;
d)  em amado e malcheiroso, ambos os sufixos significam provido ou cheio de.
20-  Farejando apresenta em sua estrutura:
a)  radical farej – vogal temática a – tema fareja – desinência ndo;
b)  radical far – tema farej – vogal temática e – desinência ndo;
c)  radical fareja – vogal temática a – sufixo ndo;
d) tema farej – radical fareja – sufixo ndo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O artigo foi útil? Deixe um comentário, uma sugestão contribua. Obrigado!

Reportagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...