Pages

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016


diabo
Após anos recebendo a Marcha Para Jesus, organizada por igrejas, parece que São Paulo terá também a Marcha Para Satanás. O evento diz estar em sua terceira edição e promete levar “seguidores” para a avenida Paulista no dia 17 de janeiro de 2016.
Se você imaginou pentagramas, sacrifício de animais e cultos a Lúcifer… não é bem isso que irá encontrar. Segundo os organizadores, a marcha não é um evento satânico de verdade e sim uma crítica aos movimentos religiosos conservadores. Segundo a visão da Marcha para Satanás, o Diabo não existe, assim como Deus.
“Para não dizer que estamos copiando a Marcha Para Jesus, os participantes da Marcha Para Satanás estão proibidos de pregar ódio contra homossexuais, mulheres, trans”, diz a convocação para o evento, que continua em tom sarcástico: “Pessoas que forem transar entre si, tudo bem, desde que seja em comum acordo, ao contrário de cristãos, condenamos qualquer tipo de abuso e estupro”.
O único sacrifício permitido, segundo os organizadores, será o de “Pokémons de pelúcia”.

Ponto de vista
A ideologia dos “adoradores de Satanás” é levar a discussão sobre a intervenção religiosa no Brasil. Formado majoritariamente por ateus, o grupo acredita que cultuar Satanás é o mesmo que cultuar outras divindades, como Jesus ou Buda. Para eles, nenhum existe.

É um desafio para o Estado se manter laico e para seguidores de outras religiões não interpretarem como uma afronta às suas crenças.
A polêmica, como era de se esperar, já começou. Na página do Evento, que já conta com 30 mil confirmações, não faltam críticas contra tal marcha.
“Vocês acham mesmo que satanás escandaliza um cristão verdadeiro, nosso coração é cheio de espírito santo, não há espaço para mais nada, satanás está aos nossos pés! Entendam isso”, disse o internauta Marcelo Lemes. “E Que Deus tenha misericórdia de tantas almas incrédulas que se encontram aqui”, completou outra internauta.

Solidariedade
A Marcha para Satanás vai arrecadar alimentos não perecíveis, roupas, produtos de higiene pessoal e de proteção sexual que serão doados. Segundo o evento, o que não for doado no dia, será doado para asilos e associações contra o câncer.

Também serão comercializadas camisetas a preço de custo para arrecadar dinheiro para instituições de combate ao câncer.
Além de São Paulo, a marcha ocorrerá também no Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Belo Horizonte, Vitória, Aracaju, Campinas (SP), Maceió, Fortaleza, Sorocaba, Curitiba, Brasília, Goiânia e São Carlos (SP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O artigo foi útil? Deixe um comentário, uma sugestão contribua. Obrigado!

Reportagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...